Um Ponto, uma Prece: pontos cantados na Umbanda



Olá, seja bem-vindo ao "Um Ponto, uma Prece"!

Clique aqui para ver a apresentação do blog.

Clique aqui para visualizar / conhecer o Hino da Umbanda.

Clique aqui para entender como fazer comentários sobre os pontos e textos do blog. Os comentários podem ser feitos a qualquer tempo, independente da data de publicação do post.

Confira o índice completo das postagens no lado direito do blog.

Abraço fraterno e muito Axé!
Saravá!

Ogum das Matas



São Miguel chamou Ogum das Matas dos campos de Humaitá

Caboclo guerreiro filho de Zambi, Oxóssi, Ogum e Oxalá


Estandarte verde, São Miguel chamou!

Todos os guerreiros, São Miguel chamou!


Ogum das Matas, arqueiro divino, venha nos salvar!

Ogum das Matas, arqueiro divino, venha nos salvar!




* este vídeo é uma coletânea com vários pontos para Ogum; 
o ponto cantado de Ogum das Matas está entre os segundos 1:30 a 2:20.

3 comentários:

marcio disse...

Quando falam acima, que Ogum das Matas é um caboclo de Ogum com forte ligação com Oxossi, estao totalmente certos, eu trabalho com Ogum das Matas a quase dois anos, e todas as vezes que perguntaram para ele, porque ele risca o ponto dele com a pemba verde, e não a vermelha, que seria a pemba de Ogum, alegando que pemba verde e de Oxossi, ele diz que hora ele é Oxossi e hora ele é Ogum, aprendeu a lutar e vencer demanda com Ogum, e a caçar e curar com Oxossi, que ele é o misto dos dois, e que trabalha em ambas as linhas! Agradeço a Oxalá a honra de trabalhar com esse caboclo guerreiro!!

marcio disse...

Essa é uma mensagem que meu Ogum das Matas passou através de mim, para entregar a chefe do nosso terreiro. Terreiro da Mãe Maria Fraternidade Cacique Ubirajara:

Mensagem recebida do Sr Ogum das Matas
Mãe terra, mãe lua, mãe mata virgem...

Sou o filho da terra, dentro da mata eu vivo, esta é a minha morada, a vida dentre as estrelas, linda luz do criador, sempre me vejo feliz, pois tenho a simplicidade na vida, o pouco para mim é muito, e tudo na existência explicada, meu grande fogo de espírito, forjou a minha força cabocla, que trilha a minha jornada.

Na mata virgem eu moro, trabalho em busca de algo, que seja para mim consolo, de uma alma constante, da terra vejo o semblante, do grande criador amado, sou filho do verde das matas, irmão do mestre do fogo, acima de tudo vem Deus, Oxalá e virgem Maria, sempre de noite e de dia, trabalho em busca de um tudo, salve a todos meus manos, salve a Ogum guerreiro, o mestre de minha falange.

Sigo a estrela mais linda, minha guia é feita de astros, o cruzeiro do sul referência, para onde devo olhar e correr, tenho a companhia divina, sou o flecheiro das matas, o mestre guerreiro ensina, a ter na jornada crescente, discernimento e a cabeça firme para seguir os desígnios celestes, não haverá nenhum mal ou peste, que vença o caboclo das matas.

Abençoados são os meus dias, ao longo da minha jornada, por Oxum, Oxalá e Ogum, que de maneira tão bela, faz da mãe mata a capela, de onde os filhos me invocam, e com destreza apresento, aqui ou no plano celeste, a minha espada e meu arco, para vencer a demanda, e sempre ser fiel, a quem fez de mim o que sou.

Sou árvore, sou pássaro e sou fera, resquício do raio divino, sou bravo e também sou sereno, e dentro de mim corre sempre, o grande poder e a semente, do grande mestre menino.
Meu nome é Ogum das Matas, e agora me apresento, sempre que olhar para o verde, poderá ver e sentir, que o meu poder mora ali, por meus filhos eu limpo e eu curo, e para sempre eu juro, nunca abandonar ou trair, a mãe de toda a crença, a Umbanda linda e querida, que mostra uma forma de vida, diferente de todas as crenças, que não e religião e nem ciência, simplesmente uma forma de vida, que não da morada ou guarida, aqueles que ao bem não pertencem.

Sou filho do verde das matas, sou essência da seiva da vida, e sempre farei o possível, para nesse lado então, ajudar a todos os meus filhos, que em mim confiaram, o que é de mais importante, que oxalá lhes deu em suas vidas, a paz de espírito e a saída, para toda a sua aflição, confiem em mim meus irmãos, nessa longa jornada de vida, que o poder da mãe mata querida, encha o seu coração.

Laura disse...

Márcio, seja bem vindo ao blog!

Muito bonita a mensagem que trouxe, do Caboclo Ogum das Matas! Agradeço a postagem, com certeza!

E tambem achei bem bacana ter compartilhado as palavras dele sobre ser filho de Ogum e de Oxóssi, confirmando aquilo que eu já sentia em meu coração!

Saravá e e esteja à vontade em comentar sempre que quiser.

Abraço!